Buscar
  • Sérgio Martins

Bonnie Pointer e a canção que "elegeu" um presidente


Uma das muitas qualidades do partido democrata americano é saber escolher a trilha sonora de sua campanha. É o caso de Don't Stop, do grupo inglês Fleetwood Mac, que se tornou o mantra da eleição de Bil Clinton, em 1992. Mas poucas canções foram tão simbólicas quanto Yes, We Can Can, sucesso das Pointer Sisters cuja líder, Bonnie Pointer, morreu na segunda-feira, dia 08, aos 69 anos, fulminada por um ataque cardíaco. A canção, gravada pelo quarteto em 1973, se tornou um dos hinos da eleição de Barack Obama, o primeiro presidente afro-americano da história dos Estados Unidos. Ela foi proferida por Obama durante as primárias na cidade de New Hampshire, ganhou uma versão do rapper will.i.am, que ganhou até uma montagem em vídeo de Jesse Dylan, fiho de Bob. Mas suas raízes estão na gravação das Pointers.



Yes We Can (sim, sem a repetição do Can) foi escrita por Allen Toussaint, um dos pais da música moderna de Nova Orleans, no ano de 1970. Sua letra fala de união e tolerância e inicialmente foi gravada pelo cantor Lee Dorsey, um dos apadrinhados de Toussaint. Também fazia parte da demo que as irmãs Bonnie, June, Ruth e Anita enviavam para as gravadoras, em busca de um contrato. Filha de um pastor da cidade de Oakland, na Califórnia, elas se iniciaram na carreira musical de tanto que Bonnie insistiu para que ela e as irmãs trilhassem por esse caminho. "Não fosse por Bonnie, as Pointer Sisters jamais teriam acontecido", declarou Anita. Inicialmente, a formação consistia apenas em Bonnie a June e tinha o nome de Pointers, a Pair. Posteriormente, Ruth e Anita se uniriam às irmãs. O grupo passou pela Atlantic, que não explorou sua versatildade: no máximo, a canção Send Him Back se tornou um hit de northern soul, um subgênero da música negra americana que fazia sucesso entre os DJs ingleses.



As irmãs Pointer migraram para a gravadora Blue Thumb, onde impuseram seu estilo, mais voltado para o soul e jazz. Elas também criaram um visual próprio, composto de roupas vintage, que hoje parecem saídas de um brechó. A intenção era lembrar dos tempos duros de infância, quando vestiam que havia de disponível para elas. Yes We Can Can fez parte da estreia delas peo Blue Thumb e atingiu o 11o lugar na parada de singles dos Estados Unidos. Bonnie partiria em 1977, contratada pela Motown. Sua carreira solo, contudo, nunca se igualou à das irmãs. Heaven Must Have Sent You foi um dos poucos hits que teve. Já suas irmãs passaram pela disco e anteciparam o soul urbano americano com He's So Shy, Automatic, Jump for My Love e I'm So Excited. Nos últimos anos, a relação de Bonnie com suas irmãs sofreu diversos solavancos. Ela foi impedida de acompanhar os funerais de Ruth, que morreu de câncer em 2006. Cinco anos depois, Bonie foi presa pela polícia de Los Angeles por porte de crack. Hoje as Pointer Sisters estão resumidas a Ruth, sua filha Issa (cujo pai é Dennis Edwards, dos Temptations) e sua neta Sadako.



Durante anos, Yes We Can Can recebeu inúmeras versões: de José Feliciano a Joss Stone, cada um deu sua leitura para o hino pacifista de Allen Toussaint. A minha predileta - depois da gravação das irmãs Pointer, claro - é de autoria da dupla Sly & Robbie no álbum Rhythm Killers, de 1987 - cujo bumbo de Sly Dunbar parece um trovão. De volta à política... alguém sabe se os democratas americanos já escolheram sua canção tema das próximas eleições?



35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo