Buscar
  • Sérgio Martins

Dani Black num projeto à altura de seu talento


"Você precisa conhecer esse moleque", me diz o baixista Marcelo Mariano, nos bastidores de uma apresentação do cantor e compositor Chico Pinheiro. O garoto em questão era Dani Black (aqui num registro fotográfico primoroso do amigo Marcos Hermes), filho de Arnaldo Black e Tetê Espíndola, que dava então seus primeiros passos como compositor - o que incluía um CD-demo de quatro faixas que eu, fascinado com a qualidade das músicas, copiei e ofereci para alguns executivos de gravadoras. Passada mais de um década, Black atingiu boa parte das expectativas que eu e - por que não dizer? - Mariano depositamos nele. Fez parcerias com Zélia Duncan e Ana Cañas, foi gravado por Maria Gadu e Gal Costa, participou do coletivo 5 a Seco e lançou dois discos. Escrevi dois? Não, três, porque hoje chegou às plataformas de streaming Frequência Rara ao Vivo, gravado no ano passado no Tucarena, em São Paulo, e cujo registro visual será exibido no YouTube a partir das 20h dessa quinta-feira, 30 de abril no endereço abaixo.


Dani Black chamou a minha atenção por dois motivos: o sabor popular de suas composições e a pegada de seu violão/guitarra. São qualidades que estiveram presentes, de formas dispersas em seus lançamentos anteriores, mas que aparecem de maneira plena em Frequência Rara ao Vivo. Estão ali a guitarra que ecoa o jazz de George Benson e o pop chique de John Mayer, as melodias inspiradas na fase mais suingada de Djavan e Gilberto Gil. Os estilos não são cópia, mas sim ponto de partida. Black junta tudo isso e adiciona seu próprio estilo, criando uma MPB fresca e contemporânea, cantada em coro por uma plateia de convertidos. Ser Amado, com participação de Mariana Nolasco, Feitos de Luz e Rancor, que trazem a tal guitarra George Benson, as mudanças de estilo em Seu Gosto e Esperando Você Chegar, que lembra os experimentalismos da vanguarda paulistana (movimento do qual sua mãe, Tetê, foi uma das figuras mais presentes) estão entre os muitos predicados presentes numa primeira audição. Outros surgirão ao longo de várias outras sessões de Frequência Rara ao Vivo.



39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

(5511) 99127-8997

©2020 por SergioMartins. Orgulhosamente criado com Wix.com