Buscar
  • Sérgio Martins

Mary Ramsey: "Que as musas me inspirem a curar"


Na última vez que me encontrei com Mary Ramsey, três anos atrás, eu a presentei com uma caixa contendo a integral do Quarteto de Cordas do compositor Heitor Villa-Lobos. Foi uma aposta, visto que ela é uma boa violinista, mas o presente se mostrou acertado. Mary adora música brasileira a ponto de escolher um disco de Rosa Passos para melhor enfrentar esse período de recolhimento forçado. A cantora e instrumentista, embora tenha uma sólida formação erudita, tem brilhado na seara pop. Ela e o parceiro John Lombardo, com quem formou a dupla John & Mary, passaram a integrar os 10,000 Maniacs em 1997, pouco depois da partida da vocalista original Natalie Merchant. O grupo atingiu sucesso comercial com a releitura de More than This, clássico do Roxy Music, que chegou a tocar numa novela da Rede Globo. Mary saiu do grupo cinco anos depois para retornar novamente em 2006, durante uma turnê brasileira. Cantora de voz pequena e delicada, muito diferente da voz poderosa e quente de Natalie, Mary Ramsey colocou seu próprio estilo nos 10,000 Maniacs. As versões dos antigos sucessos do grupo ganham uma doçura inédita. Em Canções do Confinamento, a cantora e violinista fala de sua vida bucólica e como acha que esse tempo de pandemia irá afetar seu método de composição. Com vocês, Mary Ramsey.




O que você tem escutado nesses tempos tão estranhos para todos nós?

Muita coisa... Amorosa, de Rosa Passos; Cosmic Ocean Ship, de Mia Doi Todd; Victory Gardens e Weedkillers Daughter, de John & Mary, e estações de rádio de música clássica.





Você ainda encontra inspiração para produzir ou se dedica a outras atividades?

Tenho sonhado muito nesses tempos tristes e estranhos, que espero transformar em letra qualquer dia desses. Faço meditação diariamente e tenho praticado piano, além de tocar viola e violino. Gosto de olhar os pássaros no meu jardim... Estamos na primavera aqui em Buffalo e várias plantas, flores e vegetais começam a crescer.

O período pelo qual estamos passando irá mudar tua maneira de compor?

Nós, dos 10,000 Maniacs, iríamos entrar em estúdio nos próximos meses. É claro que a pandemia atrapalhou nossos planos. Por vezes, me sinto oprimida pela tristeza coletiva trazida por essa doença. Por outro lado, os atos de bondade que presencio - e em alguns casos até participo - me deixam inspirada. Então, espero que as musas me ajudem a criar algo que possa tocar o coração, até curar as pessoas. Existem artistas de tantos gêneros - música, dança, literatura, teatro - que acalmam a nossa alma.

64 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

(5511) 99127-8997

©2020 por SergioMartins. Orgulhosamente criado com Wix.com