Buscar
  • Sérgio Martins

Monkey Jhayam: "A saída está dentro de nós mesmos"


O que você anda escutando nesse período tão estranho para todos nós?

Tenho escutado os lançamentos da Enchufada Records de Portugal. Dino Santiago lançou um belo álbum maravilhoso chamado Kriola. Blaya com dios, Pongo Love... Galera de Portugal tá mandando brasa com a influência da música de Luanda. Tô gostando muito.




Você ainda encontra inspiração para produzir ou se dedica a outras atividades?

Sim, vem álbum, EP, clipe, single, colaborações e muitas novidades logo após essa quarentena. Outras atividades no caso aquela pulada de corda, lendo os livros que estava precisando terminar de ler, aquele exercício pra estimular a criatividade, colocando os dotes culinários em atividade e saindo somente em último pra fazer o indispensável. 




O período pelo qual estamos passando irá afetar a tua maneira de compor?

Não afeta na forma de compor, pelo contrário tem sido muito inspirador ver as pessoas procurando ser mais solidárias, se adaptando às mudanças necessárias para a prevenção. Nos dois primeiros dias, com cancelamento dos shows e lançamentos não consegui dormir pensando no que poderia ou não acontecer. Mas logo após comecei a compreender esse processo todo de transformação da natureza e a vida humana, no fundo, no fundo é uma grande oportunidade para travarmos aquela batalha maioral com nós mesmos, com o “espelho”, que no meu caso se torna algo muito especial e inspirador. Vendo do ponto de vista de que a grande maioria das pessoas não tinham tempo pra nada, inverte se os polos agora geral tem tempo pra tudo. Não vai ter como fugir saca ou culpar o próximo? A saída está dentro de nós mesmos...


97 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo