Buscar
  • Sérgio Martins

Nelson Motta: "Não estou num clima musical"


A trajetória de Nelson Motta anda lado a lado com a história da música brasileira da segunda metade do século XX. Jornalista, compositor, diretor artístico e - acima de tudo - um grande pensador, ele acompanhou todas as evoluções musicais do período. Foi um espectador assíduo da bossa nova, incentivador de primeira hora do tropicalismo, do soul, da disco, do rock... Letrista inspirado, tem parcerias com Dori Caymmi, Ed Motta, Lulu Santos, Rita Lee e Erasmo Carlos, entre outros. Dirigiu espetáculos de Marília Pera, Gal Costa e Marisa Monte. Escreveu, entre outros, Noites Tropicais, um livro de memórias musicais, e uma biografia inspiradíssima de Tim Maia. Atualmente, Motta se dedica a escrever sua autobiografia, que deverá sair ainda este ano. Com vocês, Nelson Motta em Canções (ou melhor, Literatura!) do Confinamento.

O que você anda escutando nesse período tão estranho para todos nós? Nada. aproveitei a quarentena para terminar de escrever minha autobiografia: De Cu pra Lua - Dramas, Comédias e Mistérios de um Rapaz de Sorte, que sai ainda este ano pela Estação Brasil/Intrinseca. A única atividade musical é escolher canções lindas para mandar para minha mulher, que mora em Brasília Você ainda encontra inspiração para produzir ou se dedica a outras atividades? Eu só funciono na pressão, com datas, se ficar esperando a inspiração … faço o que tem que ser feito, ter essa quarentena, pelo menos para o livro, foi uma sorte. O período pelo qual estamos passando irá afetar a tua maneira de compor? Nem sei … estou devendo uma música para Maria Bethânia … mas não estou no clima musical, mais filmes e livros. recomendo o novo da Patricia Melo, Mulheres Empilhadas. Como “feministo” militante, adorei.

850 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

(5511) 99127-8997

©2020 por SergioMartins. Orgulhosamente criado com Wix.com