Buscar
  • Sérgio Martins

Queen irá exibir lendário concerto de 1992


No dia 20 de abril de 1992, os três remanescentes do grupo Queen (o guitarrista Brian May, o baterista Roger Taylor e o baixista John Deacon) se reuniram a um batalhão de astros da música pop no Wembley Stadium, em Londres, para um concerto em homenagem ao vocalista Freddie Mercury, morto em 1991 em decorrência da Aids. Freddie Mercury Tribute Concert for Aids Awaraness reuniu 72 000 pessoas e toda sua renda foi revertida para um fundo que patrocina pesquisas para a cura desse mal. O concerto volta à cena amanhã, 15 de maio, novamente para atender causas nobres. A página oficial do Queen no YouTube irá disponibilizar o tributo por 48 horas e todas as doações irão para os profissionais da saúde que estão lutando para contender o avanço da Covid 19.


O tributo a Freddie é importante por vários motivos. Primeiro porque, a não ser em eventos como Live Aid, poucas vezes houve uma reunião de artistas tão importantes em torno de uma causa - e, acreditem, todo mundo que importava na música pop estava ali. Houve ainda performances memoráveis, como George Michael cantando Somebody to Love (e Brian May me disse numa entrevista que pensou em chamar o cantor para se unir ao Queen), Robert Plant personificando Elvis Presley em Crazy Little Thing Called Love, uma versão acelerada de James Hetfield (Metallica) e Tony Iommi (Black Sabbath) para Stone Cold Crazy e o encontro de David Bowie e Annie Lennox em Under Pressure. Segundo, foi a última vez que John Deacon subiu no palco num concerto com os outros dois músicos do Queen. O baixista faria ainda uma aparição relâmpago em 1997, durante um show de Elton John, e hoje prefere viver recluso.




O grupo britânico na luta contra a Covid 19 tem sido exemplar. A começar pelas iniciativas de May, que em sua conta no Instagram tem dado até aulas de como tocar os solos de alguns dos clássicos do Queen (Bohemiam Rhapsody, por exemplo) e promoveu um "cante comigo" com Love of My Life. Duas semanas atrás, May, Taylor e Adam Lambert, atual cantor do Queen, relançaram o single We are the Champions. Virou You are the Champions para homenagear a linha de frente no combate à doença.

https://www.instagram.com/brianmayforreal/


119 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo