Buscar
  • Sérgio Martins

Rashid e as músicas para elevar o espírito


Michel Dias Costa, o Rashid, formou a novíssima tríade do rap paulistano ao lado de Emicida e Projota. Eu o conheci seis anos atrás, durante uma reportagem que fiz sobre essa cena, e passei a admirar não somente o trabalho dele, como a pessoa. Um versejador afiado, cheio de grandes sacadas musicais e que possui uma discografia de poucos títulos, mas de muitos acertos. Rashid se alterna entre tarefas domésticas, discos de jazz, reggae e MPB e prepara versos inspirados nesses tempos de pandemia. Com vocês, Rashid


O que você anda escutando nesse período tão estranho para todos nós? Tenho escutado bastante reggae, música brasileira e jazz. Uma salada dos 3 estilos, praticamente todos os dias. Chronixx, Protoje, Koffee e Mortimer são os artistas de reggae que tenho ouvido muito. Do jazz, além dos mais clássicos, Coltrane, Miles, Thelonious Monk (tô tentando mergulhar mais fundo na obra deste), descobri uns jazz fusion japoneses que tô pirando. Artistas como Akira Ishikawa e Hiromasa Suzuki são os que tenho pesquisado os discos. Agora, de Brasil, tem rolado muito Jorge Ben, Djavan e Gil.




Você ainda encontra inspiração para compor ou acha esse confinamento ou tem se dedicado a outras atividades? Tenho passado bastante tempo no meu home studio e consequentemente estou compondo bastante. Sempre tem sobre o que escrever e um porquê para escrever. A questão é aonde isso vai virar algo concreto no futuro ou não. Tenho me dedicado a outras coisas também, já que a agenda tá permitindo. Cozinhar, ler, fazer exercícios no quintal, meditar e até jogar um baralho com meu irmão que mora comigo. O período pelo qual estamos passando irá afetar a tua maneira de compor? Pelo menos agora, tem afetado. Tudo que tenho escrito tem a missão de curar, tenho feito músicas pra elevar o estado de espírito e mesmo que não esteja lançando, tenho mandado pros meus amigos ouvirem porque acredito que isso pode aliviar o peso do isolamento, ou pelo menos distraí-los por alguns minutos. Não sei se é algo que vai permanecer, mas o momento me parece pedir isso.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

(5511) 99127-8997

©2020 por SergioMartins. Orgulhosamente criado com Wix.com